Saudade

Existe uma saudade
tão saudade
que te dá saudade
por pensar em matar a saudade
quando está com a pessoa
de quem se sente saudade.

Continuar lendo

Oxigênio

Tratamento de asma –
dum pacote de Doritos
aspirei todo o ar.

Continuar lendo

Dia dos pais

Sofá do pai,
num domingo (,) vazio –
saudade.

Continuar lendo

Por que versos?

Quando eu estava na faculdade, participei de uma palestra do narrador esportivo Gustavo Villani, hoje na Fox Sports. Na ocasião, ele disse o seguinte:  “não gosto de jornalismo literário porque a notícia não deve ser feita em versos e com rimas”.

Já ouvi muitas bobagens na vida, mas essa, em especial, martela até hoje na minha cabeça. Primeiro porque ele desconhece o que é jornalismo literário. Depois, porque é sim possível fazer notícias em versos, como Manuel Bandeira já mostrou, com seu João Gostoso – aquele que bebeu, cantou, dançou e se atirou na lagoa.

Continuar lendo

Café da tarde

Bolinho de chuva,
fumaça quente na tarde –
aroma de infância.

Continuar lendo