Dois, em uma só carne


Disse Jesus: “Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse: ‘Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e os dois formarão uma só carne’? Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu” (Mateus 19, 4-6). Assim, no  mês de maio, mês das Noivas, o Boletim Informativo abordou o tema “matrimônio”.

Dois, em uma só carneRelembrando o que aprendemos na catequese, os sacramentos são sinais sensíveis e eficazes da graça de Deus para o homem; por meio deles, Cristo, invisível, se faz visível e, pelo poder do Espírito Santo, faz “renascer” aqueles que o recebem. No Sacramento do Matrimônio, como nos demais, é preciso que o Deus Trino seja o centro, a base da nova família, já que é na Palavra que se encontram as forças para se enfrentar as dificuldades próprias de um relacionamento. No casamento, encontra-se a perfeição do amor humano, um dos princípios de santidade.

O Matrimônio é uma vocação: um chamado, uma escolha, uma predestinação, ou até uma disposição natural para a vida em família; é esta vocação que tornará um casamento feliz e que dure “até que a morte separe”. Entretanto, a falta dessa vocação gera a série de “casamentos sem compromisso” que temos atualmente – e que são seguidos de divórcios, que, aliás, contrariam os ensinamentos que Cristo nos transmitiu nos versículos já citados. Essa situação de muitos matrimônios sem vocação está musicada numa composição do Padre Zezinho (Utopia), em que diz: “o amor virou consórcio, compromisso de ninguém”.

Nos lares dos casais é que deve nascer a Igreja, pois nela é que recebemos os primeiros anúncios da fé – entre eles o amor – e, também, através do Espírito Santo – que age nos que se deixam acolher –, os corações despertam o desejo de viver a vida de Jesus e, assim, tornar os casais realmente fiéis “na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando e respeitando todos os dias da vida”.

Viver a vida matrimonial é mais do que uma aventura de amor; é uma aventura completa dos caminhos da vida ao lado do amor puro e verdadeiro.

Texto publicado no Boletim Informativo Santo Antônio

(edição nº 3, maio de 2011).

pascom@santoantoniobancarios.com.br

Anúncios

Um comentário em “Dois, em uma só carne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s