Sem dizer adeus jamais?


Havia uma câmera fotográfica, daquelas antigas e enormes. Na frente, trajando um vestido vermelho, uma menina sardenta, que teria registrado o dia em que completava quatro anos de idade. Eis que surge um menino, com roupas largas, suspensório e chapéu com tapa-orelhas.

“Menino, você tem que entrar na frente justo na hora em que vou tirar foto da minha filha? Você não está escutando? O que é que você tem?” O garoto respondeu que tinha fome. Assim, com direito a uma oferta irrecusável de um sanduíche de presunto, acontecia o primeiro contato de Seu Madruga e Chiquinha com Chaves, herói e mártir do século XX.

Há 41 anos exatos, no dia 20 de junho de 1971, o programa “Chaves” entrava no ar pela primeira vez, na mexicana Televisa. Passaram-se 20 anos desde o final da série. Duas décadas de reprises, a que muita gente (eu, dentro da história) assiste até hoje, fielmente.

Mas ontem, um dia antes do aniversário da série criada por Roberto Gómez Bolaños, a atriz María Antonieta de las Nieves, que sempre será a Chiquinha, anunciou sua aposentadoria. Ela enfrenta problemas com Bolaños, o Chespirito, em relação aos direitos da personagem dela. A atriz diz que não tem mais oportunidades de trabalho, já que o criador da série cria impedimentos através de sua influência no México e no mundo.

“Se Deus não quer que eu volte a fazer algo, estou preparada para enfrentar isso”, diz ela. À mente, vem o episódio em que todos chamam o Chaves de “ladrão, ladrãozinho” e, ele, desconsolado, triste, à noite, acaricia o seu apaixonante barril de madeira, olha para o pátio da vila do Seu Barriga e vai embora. De uma maneira inversa, acontece isso agora com a Chiquinha.

Chaves e Chiquinha sempre serão inseparáveis na mente de todos os que cresceram assistindo à série.

Quem já chorou vendo as dificuldades do Chaves, a despedida de Acapulco, as homenagens ao falecido Seu Madruga, tem mais um motivo para se entristecer, mas sem assistir ao seriado. Os chavesmaníacos sabem que Dona Clotilde parou de cuidar de sua saúde depois que Madruga morreu – eles eram amigos a esse ponto. A amizade irrigava para o grupo inteiro, pelo que podemos ver. Talvez a união, com o tempo, quis evitar a fadiga e resolveu ficar em Tangamandápio.

Foto que correu na internet, durante a semana. A dupla é unida até nas gerações atuais.

Bolaños já está velho, doente, mal consegue falar sozinho. Florinda, sua esposa e ex-namorada do Quico, é sua porta-voz. Ele mal entende o que dizem. Mas o ego e o orgulho estão em alta, como sempre, segundo alguns integrantes do elenco.

Ao longo da história que envolve “Chaves”, os próprios fãs percebem que faltavam ao criador as virtudes da personagem. Chaves, do 8, tinha a consciência limpa. Chespirito quer ser um deus.

Quem entende? O que seria da Chiquinha sem María Antonieta? Por que negar essa realidade? Dona Florinda, dê um tabefe no Chaves pela primeira vez, em honra à alma de Seu Madruga, pai da Chiquinha.

E da próxima vez, vá acabar com as alegrias da infância da sua avó!

Será que, como em Acapulco, eles manterão a promessa de despedirem-se sem dizer adeus jamais, pois haverão de se reunir muitas vezes mais?

Atualização

Em entrevista por telefone na noite desta quarta (20) ao apresentador Ratinho, no SBT, María Antonieta de las Nieves, a Chiquinha do seriado mexicano “Chaves”, esclareceu sobre a informação de que ela iria se aposentar, aos 61 anos.  A informação completa está no site Na Telinha. Leia aqui. 

Fale conosco: reticenciajornalistica@uol.com.br

Anúncios

2 comentários em “Sem dizer adeus jamais?

  1. Olá Rafael, como vai?
    Então, sou uma grande fã de seu blog, sempre leio suas postagens – embora nunca comente, e como sei que seu blog é ótimo vim aqui te indicar um link. Na verdade, é um grupo no Facebook criado para que blogueiros possam divulgar seus sites e trocar e trocar informações.
    Quem sabe depois você dá uma conferida lá, vale a pena.
    Abraços, e parabéns, quase chorei com esse post sobre a turma do Chavs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s